quinta-feira, 27 de maio de 2010

O que é bom para os Estados Unidos, é bom para o Brasil


Depois de falar sobre os direitos humanos em Cuba e na Venezuela (mas não no Iraque e no Afeganistão) e de ficar cético em relação ao programa nuclear do Irã (não em relação ao de Israel), o candidato da direita, José Serra, disse agora que a Bolívia faz "corpo mole" no combate ao tráfico de drogas (aqui).

Por que ele não diz que os EUA fazem corpo mole no combate à lavagem de dinheiro que financia esse tráfico?

Do jeito que a coisa anda, não vai demorar para o tucano dizer que o Brasil está pronto para ajudar na "luta contra o terror".

Não deixe de conferir, aqui, o restante do programa do candidato do PSDB/PFL.

Obviamente esse discurso reacionário renderá muito poucos votos para Serra, no Brasil, além dos que ele já tem. Mas vai deixar os "falcões" morrendo de amores pelos tucanos.

Qual o objetivo desse alinhamento automático com os EUA? Falta de preparo? Conseguir mais dinheiro para a campanha? Agradar o PIG? Ou coisa pior?

Nenhum comentário:

Postar um comentário