terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Serra, o bicão


A cidade de São Paulo, governada pelo consórcio demo-tucano, ficou embaixo d'água com as chuvas de dezembro. Uma situação de calamidade tão flagrante que não há propaganda eleitoreira no mundo que consiga escondê-la.

O que fez o "competente" José Serra?

Assumiu a culpa pela falta de investimentos em infra-estrutura e comandou pessoalmente as operações de recuperação da cidade?

NÃO!

José Pedágio fugiu! Foi para Copenhague! Na Dinamarca!

Lá, acontece a Conferência Mundial do Clima, onde está sendo discutido um tratado de proteção ao meio-ambiente semelhante ao Protocolo de Kyoto.

O representante brasileiro é o Presidente da República, o único que pode assumir compromissos internacionais desse porte.

Por outro lado, José Pedágio não tem nada o que fazer lá.

José Pedágio quer fugir da responsabilidade pela sua desastrosa administração.

Quer também, a todo custo, aparecer no noticiário internacional porque morre de inveja da projeção que o Lula está alcançando.

Porém, José Pedágio foi merecidamente ignorado em Copenhague.

A única "personalidade" com quem se reuniu foi o grande líder mundial ... Arnold Schwarzenegger!

Para agradar o PIG e a elite brasileira, Serra fez seu discurso histórico ao lado do "exterminador" falando em inglês.

Só que: "Schwarzenegger arrancou risos da plateia ao dizer que não só ele falaria inglês com sotaque (ele é austríaco), numa referência a Serra" (aqui)

Hahahahahah!

José Pedágio foge de seus deveres em São Paulo, vai de penetra para Dinamarca, é ignorado por todos e, de quebra, acaba virando motivo de piada do Exterminador do Futuro!

Patético!

Como se não bastasse, a proposta defendida por Serra é de que países como o Brasil paguem pela poluição feita nos países ricos. (leia aqui o excelente artigo do blog Amigos do Presidente Lula)


Primeiros 10 anos

"Aquele que não conhece A VERDADE é simplesmente um ignorante,mas aquele que a conhece e não a diz, este é um criminoso." Brecht


(Clique na figura para ampliar)

Presidente da Argentina recebe ameaças


No dia 11/12, a frequencia de rádio do helicóptero que conduzia a presidente Cristina Kirchner foi invadida com ameaças de morte contra a líder argentina. (aqui)

Além das ameaças e insultos, os invasores tocaram também um pequeno trecho da música militar "Avenida de las Camelias". Ela foi usada como fundo musical no anúncio do primeiro comunicado da Ditadura Militar argentina, em 1976.

A ameaça coincide com o início do julgamento de 19 torturadores da ditadura militar.

O Correia de Transmissão não tem nenhuma dúvida de que a Direita do continente, inclusive a brasileira, recorrerá a todos os meios que estiver a seu alcance para impedir o movimento por mudanças sociais que hoje percorre a América Latina.

domingo, 13 de dezembro de 2009

Eleição do Chile: Quem gosta do centro?

As vitórias de Rafael Correa no Equador, Pepe Mujica no Uruguai e Evo Morelas na Bolívia (para ficar apenas com as deste ano) são a consolidação da vontade popular da América Latina por mudanças e sua aversão aos políticos de direita.

No Chile, o mandato de Michele Bachelet representou, sem dúvida, uma derrota para as forças conservadoras do país. Apesar disso, Bachelet sempre procurou firmar sua imagem como de uma política de centro, no máximo de centro-esquerda.

Uma prova disso é a escolha pelo seu partido de Eduardo Frei para sucedê-la. Frei é ex-presidente do Chile e só com muito esforço pode-se considerá-lo de esquerda.

A escolha de Frei provocou uma divisão na esquerda chilena que resultou na candidatura de Marco Enriquéz-Ominami. Ominami, mesmo sem o apoio de grandes partidos, pode chegar em segundo lugar nas eleições de hoje, o que o levaria para o segundo turno no lugar de Eduardo Frei.

Em primeiro lugar, segundo as pesquisas, deve chegar o direitista Miguel Piñeira, considerado um dos homens mais ricos do pais, dono de empresas de comunicação, aviação e até de um time de futebol (Colo-Colo).

A vantagem de Piñeda é temporária, fruto apenas da divisão da esquerda entre Frei e Ominami. Com um ou com outro, essas forças estarão novamente juntas no segundo turno e devem derrotar Piñeda.

Mesmo que não consiga chegar ao segundo turno e tornar-se presidente, o sucesso da candidatura de Ominami pode significar que o movimento de mudanças da América Latina é muito mais consciente e menos dependente do "carisma" do governante (Bachelet tem mais de 70% de aprovação).

Talvez, isso tenha importantes implicações também para o Brasil.

sábado, 12 de dezembro de 2009

O DEM é o que sempre foi: o Partido da Ditadura


Desde o dia 10/12/09, quando José Panetone Arruda se desfiliou do PFL, o Brasil não tem mais NENHUM governador pefelista.

Como esse blog já havia dito, isso não ocorre desde a instalação das Capitanias Hereditárias, em 1504.

Mas, já que José Panetone Arruda continua como governador do Distrito Federal, é como se o PFL ainda estivesse governando, pelo menos "em espírito".

Uma prova disso é a crescente onda de violência da Tropa de Choque do DF contra as manifestações que pedem o impeachment dos envolvidos no Mensalão do DEM.

Essa é a única maneira de Panetone Arruda permancer como governador: instalar um ditadura no Distrito Federal.

Nesse caso, sua desfiliação foi apenas simbólica. Ele continua governando como se fosse um membro do PFL. Afinal, o PFL é o que sempre foi: o Partido da Ditadura!

EU QUERO UM BRASIL SEM PFL!

A Bolívia segue em frente


A vitória de Evo Morales na eleição da Bolívia foi incontestável.

Com 94,3% das urnas apuradas, Evo tem 62,5% dos votos. Mais que o dobro do segundo colocado, Manfred Reyes Villa, que tem apenas 28,2%.

Vale lembrar que o candidato a vice da oposição é Leopoldo Fernandéz, preso por ser o mandante do massacre de Porvenir, em setembro de 2008, quando 30 indígenas foram assassinados.

Com a vitória de Morales e de Pepe Mujica no Uruguai, o cerco se fecha cada vez mais para as forças de direita e reacionárias no continente.

Isso, entretanto, deve nos manter alertas. Acuados pelas urnas, os conservadores não hesitarão em instalar ditaduras disfarçadas ou descaradas.

Se alguém tiver alguma dúvida disso, pergunte aos colombianos e hondurenhos, respectivamente.


sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Nobel de quê?


Ontem, Obama discursou em Oslo (Noruega), onde foi receber o Prêmio Nobel da Paz.

Ao vê-lo discursar, lembrei-me da época de sua campanha presidencial. Obama tinha o mesmo tom firme e seguro. As palavras bem articuladas e bem pronunciadas. O mesmo olhar mirando o horizonte. A mesma certeza de que estava fazendo um pronunciamento histórico.

Entretanto, alguma coisa havia mudado. Algo está diferente. Muito diferente.

Além de reconhecer o golpe em Honduras, Obama é o chefe de duas guerras imperialistas.

A alegria da esperança deu lugar ao gosto amargo da hipocrisia.

Agora, o tom firme e seguro soa como autoritário. O olhar distante parece ignorar o sofrimento de iraquianos, afegãs, hondurenhos e tantos outros. Os discursos, antes "históricos", são meros lugares-comuns tentando justificar o injustificável.

Fiquei com a impressão de que, para Obama, o Nobel da Paz é mais um peso que um prêmio. É o peso da indisfarçável hipocrisia.


quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Enquanto São Paulo afunda, Kassab quer aumentar publicidade


Devido a falta de investimentos, a cidade de São Paulo tornou-se um caos com as chuvas de verão.

O que você, caro leitor, acha que um governo responsável deveria fazer em uma situação como essa?

Para Gilberto Kassab (PFL), prefeito da cidade, a solução é aumentar a propaganda!

Isso mesmo! Seria piada se não fosse trágico, mas Kassab propôs no orçamento de 2010 um gasto recorde com propaganda da prefeitura. (aqui)

Eis os gastos previstos:
Reforma dos Corredores de Ônibus: R$ 20 milhões
Obras e Gerenciamento de Áreas de Risco: R$ 25 milhões
Publicidade: R$ 126 milhões

Kassab, a elite paulistana e o PIG riem dessa situação de calamidade.

E o povo?

Que se exploda! (Ou que se afogue)




quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Viva Cuba!

(Clique na imagem para ampliar)


O PIG e a Chuva


Perfeita a sacada de Glauco Cortez sobre as manchetes da cobertura do PIG de São Paulo sobre o alagamento da capital paulista.

Folha de São Paulo: Frente Fria provoca maior chuva desde 2007 em São Paulo; seis morreram (aqui)

Estado de São Paulo: SP sai do estado de atenção após maior temporal desde 2007 (aqui)

Ora, mas se estamos em 2009, isso quer dizer que apenas o verão de 2008 não teve uma chuva tão forte.

O PIG quer colocar a culpa dos alagamentos na chuva.

E, mais uma vez, salvar a pele de José Pedágio e Kassab.

Conheça o Educação Política, o blog de Glauco Cortez

Jornal Nacional em queda

Ao longo da última década o Jornal Nacional perdeu quase 20% da sua audiência. De 39,2 pontos no Ibope em 2000 caiu para 31 pontos este ano. (aqui)

Na opinião do Correia de Transmissão, essa queda é ainda maior.

Por dois motivos:

Primeiro porque não é de hoje que o Ibope trabalha a serviço da Rede Globo e segundo porque esses números são apenas referentes à Grande São Paulo. Meu palpite é que no resto do país a situação é ainda pior para o jornal mundialmente conhecido pela manipulação do debate Collor X Lula em 1989.

O PIG está em extinção!

Jogue o PIG no lixo!


terça-feira, 8 de dezembro de 2009

"Não somos pagos para isso"




Atendendo à intimação da justiça (com letra minúscula mesmo), cerca de 700 (setecentos!) homens da polícia militar expulsaram os cidadãos que desde o dia 02/12 ocupavam a Câmara do DF em protesto contra o Mensalão do PFL.

Os manifestantes não resistiram à desocupação mas fizeram questão de serem carregados pelos policiais.

Enquanto isso, em um boeiro qualquer, podia-se ouvir a risada do ainda governador José Panetone Arruda.

A desocupação da Câmara com uso da força policial e a manutenção de Panetone Arruda no cargo é um escárnio com a população do Distrito Federal e do Brasil.

A contradição é tão grande que até mesmo um dos policiais afirmou com todas as letras: "a polícia está 'morta'. A gente não é pago para isso." (aqui)

Nada foi destruído ou depredado durante a ocupação.

O movimento pelo impeachment de Panetone Arruda continua!

FORA ARRUDA E TODA A MÁFIA!

Fora Arruda e Toda a Máfia - II




Desde o dia 02 de dezembro, a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), está ocupada por cidadãos que cobram o impeachment do governador José Roberto "Panetone" Arruda, do PFL.

No dia 07, houve a primeira tentativa da polícia de desocupar a CLDF. Entretanto, por falta de efetivo, a operação foi suspensa.

No mesmo dia, a juíza Júnia de Souza Antunes, ameaçou processar o secretário de segurança do DF se não fossem mandados policiais suficientes para a desocupação imediata. (aqui)

(Por que a Justição nunca é tão rápida quando se trata de desapropriar latifúndio improdutivo?)

Em assembléia, no dia 08, os manifestantes decidiram desocupar o plenário da Câmara para que seja realizada a sessão que vai analisar as denúncias contra Arruda. A ocupação continua na galeria e em um dos corredores da CLDF.

O Correia de Transmissão apóia o Movimento Fora Arruda e Toda a Máfia.

Você pode acompanhar o movimento que já tem um blog, um site e até um canal de TV pela internet.

Para descontrair, ouça o Melô do Panetone, de autoria do próprio movimento

.


domingo, 6 de dezembro de 2009

Agora é cada um por si



O Correia de Transmissão já publicou aqui qual nossa opinião sobre a taxa de câmbio no Brasil.

Os trilhões de dólares que os países ricos despejaram para salvar os bancos (e os banqueiros) somados às quase nulas taxas de juros dos Estados Unidos estão provocando uma avalanche de capitais especulativos em direção aos países subdesenvolvidos.

Onde se instalam, esses capitais provocam bolhas financeiras e sobrevalorizam as taxas de câmbio. A qualquer momento, eles podem mudar de direção, deixando, mais uma vez, um rastro de destruição e crise.

A novidade é que os EUA estão declarando publicamente e na cara-dura que estão pouco se lixando para o problema dos países subdesenvolvidos.

Com a palavra, Ben Bernanke,presidente do Banco Central dos EUA:

"Não é tarefa do FED impedir o surgimento de bolhas fora do país. A política monetária dos EUA tem o objetivo de abordar questões financeiras e econômicas nos EUA. Os países que estão preocupados com isso [formação de bolhas] possuem suas próprias ferramentas para cuidar das bolhas em seus próprios países". (Valor Econômico, 04/12/09, p. C8)

Tecla SAP: Os EUA vão tirar o deles da reta e o mundo que se exploda!

E nós? O que vamos fazer?

Dormir ouvindo o William Waack e acordar ouvindo a Míriam Leitão?

2% de IOF é pouco!

Controles de Capitais Já!


Fora Arruda e Toda a Máfia


O movimento estudantil, popular e sindical do Distrito Federal ocupou, no dia 02 de dezembro, a Câmara Distrital em protesto contra os escândalos de corrupção no DF.

O movimento, que conta com a simpatia da população, pede o impeachment do governador José Roberto Arruda e de todos os envolvidos no Mensalão do PFL.

Entretanto, o presidente interino da câmara, Cabo Patrício (PT), ameaça usar a força policial para retirar os manifestantes.

O Correia de Transmissão sugere ao deputado Patrício que dê ao Brasil um exemplo de democracia e use a polícia para prender Arruda e seus comparsas e não para bater nos estudantes e nos trabalhadores.

Vá agora mesmo ao o blog da ocupação:
foraarrudaetodamafia.wordpress.com

E continuamos com a campanha: "Eu quero um Brasil sem PFL"!

sábado, 5 de dezembro de 2009

O Saldão do Serra



O governador de São Paulo, José Pedágio, resolveu vender todas as ações que o governo ainda possui, como acionista minoritário, em empresas privadas do estado. (Valor Econômico, 04/12/09, p.A3)

Como se sabe, José Pedágio é do PSDB, o partido das privatizações.

É o saldão do Serra!

Liquida geral. 50% off!

Mesmo como acionista minoritário, a posse dessas ações dá ao estado acesso a informações estratégicas e mantém algum poder de decisão sobre as empresas.

Mas, para o PSDB, isso é ruim. O bom, o chique, o moderninho, é vender tudo, sentar em cima das mãos, e assistir o mercado produzir uma crise atrás da outra.

A maior parte das ações que serão vendidas são da Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (Cteep). Segundo a reportagem do Valor, a venda das ações da Cteep e de outras empresas vai gerar um caixa extra de R$ 800 milhões.

Nada mal em um ano eleitoral.

O governo também abriu licitação para contratar uma consultoria financeira para auxiliar na venda das ações. Clique aqui para ver o edital.

O pregão eletrônico já é dia 18 de dezembro. Não há tempo a perder.

O Correia de Transmissão ficará de olho e promete procurar tempo para ler com cuidado esse edital.


sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

A Taxa de Câmbio do Brasil



Os governos dos países ricos fizeram pacotes econômicos trilhionários para salvar o sistema bancário (e os banqueiros).

Só o pacote dos EUA foi de mais de US$ 2,5 trilhões.

Com as taxas de juros norte-americanas perto de 0%, esse Monte Everest de dinheiro extra precisa de um local para se valorizar. Para onde ele for, criará novas bolhas financeiras.

Tão logo a conjuntura se altere, esse capital sai de um país para outro com a mesma velocidade e violência com que entrou.

A China avisou que não vai aceitar esse jogo e vai manter sua taxa de câmbio desvalorizada em relação ao dólar.

Por outro lado, o Brasil, segundo o Banco Goldman Sachs, tem a moeda mais sobrevalorizada do mundo. (clique aqui)

Ou seja, é pra cá que estão vindo os capitais especulativos.

Um taxa de câmbio sobrevalorizada significa que os produtos brasileiros ficam mais caros no mercado internacional. Isso prejudica a indústria e a geração de empregos.

O economista Paul Krugman, Nobel de Economia, já disse que a valorização do real é uma bolha. (clique aqui)

A professora Maria da Conceição Tavares é mais clara: "O Brasil precisa parar de engolir dólares" (clique aqui)

Foi para tentar parar com esse regime de engorda forçado que o governo resolvou taxar em 2% a entrada de capitais internacionais.

Isso é certo.

Mas é pouco.





quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Exclusivo!

Correia de Transmissão tem acesso ao ofício enviado por Obama para Álvaro Uribe, presidente da Colômbia, sobre o golpe em Honduras.

(Clique na imagem para ver melhor)



terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Contagem regressiva para um Brasil sem PFL


A Polícia Federal gravou o pefelista José Roberto Arruda, governador do Distrito Federal, recebendo dinheiro para financiar um suposto esquema de compra deputados do DF e de outros estados.

Se as denúncias se confirmarem, Arruda deve ser afastado do governo.

É o mensalão do PFL.

Nada que se espantar, pois mesmo mudando o nome, o PFL continua o PFL!

A novidade é que, pela primeira vez desde que foram implantadas as Capitanias Hereditárias, estamos prestes a viver em um país sem NENHUM governador pefelista.

Este blog já está na contagem regressiva para esse momento histórico.

É mais um passo para o fim definitivo desse partido que tanto mal fez a nosso país.

Está lançada a campanha: "Eu quero um Brasil sem PFL"